Resumo da Sessão do dia 06 de outubro

por arp publicado 07/10/2015 16h50, última modificação 08/10/2015 14h33

Flash dia 7

Com os trabalhos dirigidos pelo vice-presidente Sérgio do Sindicato, a Câmara Municipal de Arapiraca realizou na noite desta terça-feira (6), mais uma sessão ordinária.

1. Foi aprovada requerimento do vereador Fabiano Leão, solicitando ao governador Renan Filho e ao secretário de Segurança Pública, retirar os carros apreendidos por roubos e acidentes que ficam estacionados em frente ao 54 DP, como também, os que estão no pátio da Central de Polícia, localizado na Avenida Miguel Correia de Amorim, conhecida como Avenida Norte, no Baixão. Em sua justificativa, o vereador  ressaltou, que ainda na gestão do ex-governador Teotônio Vilela Filho,  ele mesmo teve que contratar um guincho  para retirar os veículos que estavam estacionados em frente a delegacia para colocá-los no pátio, uma vez que era grande o acúmulo de lixo e água das chuvas, que já provocava o aparecimento do mosquito da dengue, colocando em risco a saúde tanto dos próprios policiais, como dos moradores próximo ao local.

2. A vereadora Aurélia Fernandes, solicitou as secretarias municipais de Saúde e Infraestrutura,  para que dêem continuidade a obra em construção  da Unidade de Saúde do Sítio Bom Jardim. De acordo com a Aurélia Fernandes, a unidade de saúde daquela comunidade fica localizada em um posto adaptado na associação de moradores, o que tem prejudicado bastante o atendimento.

3. Foi aprovada indicação da Professora Graça, para colocar os corrimões nas escadarias da Praça Manoel André, centro de Arapiraca. De acordo com a vereadora, quem mais tem reclamado a falta dos corrimões, são os idosos que trafegam diariamente por aquele e no momento em que sobem as escadas, não ter em que segurar.

4. Também foi discutido pelo vereador Moisés Machado, sobre a audiência pública realizada na manhã de ontem com os diretores da Cab do Agreste. Ele lamentou a falta da participação da população, que seria a parte mais interessada no assunto, mas afirmou, que o Poder Legislativo cumpriu com o seu papel, que é discutir os problemas da sociedade.

A audiência pública tinha como objetivo, ouvir dos diretores da CAB do Agreste, os diretores Guilherme de Figueiredo Dias, e Henrique  Frank qual sua responsabilidade no que diz respeito a falta de água e os vazamentos na cidade.

Os dois representantes da empresa, disseram entre outras coisas, que é de responsabilidade da CAB, construção, gestão, operação e manutenção do Novo Sistema Adutor do Agreste, bem como recuperar, operar e manter o Sistema Coletivo do Agreste na área da Parceria Público Privada (PPP).

5. Foi aprovado Voto de Pesar de autoria do vereador Edvanio do Zé Baixinho, pela morte na semana passada, do sargento Moura. O parlamentar destacou o homem que foi o sargento Moura, dentro e fora da corporação, onde deixou uma legião de amigos.

Edvanio do Zé Baixinho destacou ainda, como atividades do sargento Moura, a música, restando apenas 3 anos para entrar no quadro de Reserva da Polícia Militar.

 6. Ao defender através de indicação de sua autoria aprovada na semana durante sessão da Câmara Municipal de Arapiraca, por todos os vereadores, solicitando as secretarias de Obras e Infraestrutura, Esporte e Lazer, a construção de campos gramados com vestiários, banheiros e arquibancadas nas comunidades de Poço da Pedra, Poção, Cangandú, Vila Bananeiras e no bairro Zélia Barbosa, a vereadora Fabiana Pessoa (PPS), disse que estas praças de esportes iriam contribuir de forma positiva para afastar os jovens dos caminhos das drogas e contribuindo para que eles possam praticar seus esportes preferidos, tendo locais de lazer.

Fabiana Pessoa, disse está preocupada com o avanço das drogas nas comunidades rurais e que é preciso oferecer a juventude a oportunidade de práticas esportivas, dando-lhes momentos de entretenimento para quem mora em comunidades mais distantes dos centros urbanos.

7. Foi aprovada indicação, da Professora Graça, solicitando a secretaria municipal de Educação e a 5ª Coordenadoria Regional de Ensino, instituir o Hino de Alagoas nas escolas municipais e estaduais da rede pública, para que seja cantado com frequência. 

A Professora Graça argumenta que poucas pessoas sabem cantar o Hino de Alagoas, por isso defende que comecem pelas escolas.

Em um aparte, o vereador Josias Albuquerque, disse que tem observado que nos eventos em que participa, as pessoas não sabem cantar o Hino Nacional, de Alagoas e de Arapiraca, e que muitos, ficam apenas mexendo os lábios como se estivessem cantando. Ele disse ainda, que quando a estrofe é curta e fácil de assimilar, como Arapiraca Estrela Radiosa, que fulguras pelo Céu do Brasil, as pessoas até enganam ao cantar o hino, mas na realidade, nem sabem o que estão cantando.

 

Da Assessoria de Comunicação Social da Câmara Municipal de Arapiraca: Cláudio Roberto. 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.